Make your own free website on Tripod.com
Home | Programa | Entidades Organizadoras e Parceiras | Sugestões | Contactos | Links

Fórum Ponta Delgada 2005 - Um Hoje, Um Amanhã. Sem Discriminação

Associação de Surdos da Ilha de S. Miguel

 

O que é a Associação de Surdos da Ilha de S. Miguel?

 

A Associação de Surdos da Ilha de S. Miguel, abreviadamente designada por ASISM, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, sem fins lucrativos, que tem, neste momento, 147 associados.

 

A ASISM, foi fundada a 24/07/1993, com os seguintes objectivos:

 

§         A defesa e promoção dos interesses sócio-profissionais, educacionais, culturais e morais das pessoas surdas, e de todos os seus associados e suas famílias;

 

§         Criar estruturas de apoio ao surdo e implementar medidas de integração social;

 

§         Fomentar o ensino especial e difundir a Língua Gestual Portuguesa (LGP);

 

§         Desenvolver na Região Autónoma dos Açores em articulação com organizações congéneres e entidades púplicas, nacionais ou comunitárias, acções de prevenção, tratamento e rastreio da surdez;

 

§         Organizar serviços e desenvolver acções, no sentido de facultar aos próprios sócios e aos surdos em geral, todas as formas de apoio e informação destinados à resolução dos problemas gerais e da comunicação entre as pessoas surdas e ouvintes;

 

 

Acções Desenvolvidas

 

1.       Organização do “I Intercâmbio de Jovens Surdos nos Açores”, entre jovens açorianos e continentais, em Outubro de 1999;

 

2.       Realização da Conferência “Os Cidadãos Surdos e a Igualdade de Oportunidades”, em Outubro de 1999;

 

3.       Promoção de encontros desportivos;

 

4.       Comemorações dos Dias Nacionais e Internacionais do Surdo e da Educação do Surdo;

 

5.       Implementação de acções de formação a nível da informática e da expressão artística;

 

6.       Organização de Exposições, com vista à sensibilização da opinião pública;

 

7.       Desenvolvimento de acções de âmbito sócio-recreativo;

 

8.       Participação em vários encontros nacionais e internacionais, no âmbito da problemática da surdez;

 

9.       Promoção de várias edições de cursos de Língua Gestual Portuguesa para ouvintes e surdos;

 

Seminário “A Diferença na Cidadania” e o espéctculo “Som & Silêncio” com a cantora Paula Teixeira (única cantora portuguesa que aliou a Língua Gestual às suas canções, no âmbito do Congresso da Cidadania, em Maio de 2005;
 
 

Apoios

 

Com o apoio da Associação Portuguesa de Surdos e, através do Acordo de Cooperação com o Instituto de Acção Social, que entrou em vigor em Janeiro de 2001, está disponivel uma Intérprete de Língua Gestual Portuguesa para dar resposta às necessidades da Comunidade Surda, e da Sociedade em geral.

 

Recomendações

 

         Um dos marcos mais importantes para a Comunidade Surda foi, na 4ª Revisão Constitucional, em 1997, no Artigo 74 alínea h, que consagra a Língua Gestual Portuguesa como língua materna dos surdos.

Recomenda-se portanto:

 

“Proteger e valorizar a língua gestual portuguesa, enquanto expressão cultural e instrumento de acesso à educação e da igualdade de oportunidades”

© 2005 Equipa de Apoio Integrado à Pessoa com Necessidades Especiais. Todos os Direitos Reservados.